Curta e Siga


Os gatilhos e o perigo da Anorexia





Olá! Tudo bem? Esse blog faz parte da Chakalat.net e esse post fala sobre Os gatilhos e o perigo da Anorexia.



A anorexia e a bulimia, antes relacionadas à adolescência, agora atingem mulheres adultas de 30, 40, 50 e até de 60 anos. Algumas das razões são crises nos relacionamentos, desemprego, menopausa, perda dos pais ou mesmo quando os filhos saem de casa, de acordo com o site do jornal britânico The Guardian.

Outro motivo que leva a esses transtornos alimentares é a pressão por parecer mais jovem quando se chega aos 40 ou 50 anos, tendo como modelos celebridades como Madonna e Sharon Stone, que têm o físico elogiado e comentado no mundo todo por "não aparentarem a idade que têm".

Acontecimentos marcantes, como perda de emprego ou problemas no relacionamento, podem afetar o humor da pessoa a ponto de ela desenvolver algum tipo de depressão. Como resultado, há a perda de apetite e de peso. Dessa forma, ao perceber que ficou mais magra e que se sente "melhor" quando não come, a pessoa acaba por fugir do seu real problema e se foca em perder cada vez mais peso.

A anorexia tem uma taxa de mortalidade de cerca de 20%, entre os pacientes diagnosticados. Para se ter uma ideia, os pacientes com câncer de mama têm uma taxa de sobrevida mais alta.

É sempre bom ressaltar que a anorexia e a bulimia não são doenças exclusivamente femininas. Os homens estão propensos a desenvolverem os distúrbios, também causados por estresses emocionais e mentais.

No entanto, nem todas as mulheres que passam a fazer dieta ou mesmo pular refeições desenvolvem algum transtorno alimentar, mas os motivos ainda são desconhecidos.


Espero que você tenha gostado da nossa abordagem.

Se você for profissional da saúde, conheça a página que a Quero Conteúdo oferece com materiais gratuitos. Clique aqui .
Você também pode ter informações sobre Cursos Online para Profissionais da Saúde clicando aqui!

Se você quiser receber notícias sobre saúde em geral, entre nos grupos do Whatsapp e no grupo do Telegram.

Deixe seu comentário:

Nenhum comentário